Jornal Tamoios
Cabo Frio, Tamoios,

Rio das Ostras orienta população a denunciar abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes

27/05/2021 - Dia 18 de maio é a data nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Criança e Adolescentes. Em Rio das Ostras, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social, o Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente (CMDCA) e a sociedade civil se uniram para ampliar as informações sobre os canais de denúncia e como identificar quando há um caso de crime sexual.

Este ano, a data acontece em meio ao contexto da pandemia do Covid-19 e, mais que nunca, não se pode deixar de ressaltar a importância da mobilização e participação dos diversos setores da sociedade. No entanto, as orientações e recomendações por meio de divulgação online também foram fundamentais. Na semana passada, cartazes foram colados em diversos pontos de localidades riostrenses informando os canais de denúncia, para que toda a sociedade contribua para a erradicação deste crime.

A data, que foi instituída pela Lei Federal 9.970/00, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território nacional e que já alcançou muitos municípios brasileiros.

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

CONTATOS – Além do Disk 100, dos Direitos Humanos, o cartaz disponibiliza os seguintes números: Conselho Tutelar, (22) 2760-7384, que funciona das 8h às 17h, e o celular de plantão, (22) 99969-4785; Delagacia da 128º DP (22) 2771-4003; Centro de Referência de Asssitência Social (Cras), (22) 2771-6409; Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), (22) 2771-3125 ou por mensagem pelo (22) 99870-8546, de segunda a sexta, das 8h às 17h; Patrulha Maria da Penha pelos números 0800 0226301 e (22) 2771-5000.

DICAS – Algumas dicas são fundamentais para a construção de uma sociedade sem violência sexual de crianças e adolescentes. São elas: (Bruno, minha sugestão é que as dicas fiquem em tópicos…mas vc decide)

– Dialogue de forma franca e sincera sobre as partes íntimas do corpo e a privacidade;

– Diga que a criança ou adolescente pode e deve dizer não quando quiser;

– Oriente sobre quais são as situações de risco e como ela pode se proteger;

– Explique que “segredo” não é uma coisa boa;

– Fale que eles devem escolher um adulto em quem confiem e se sintam seguras para falar sobre questões e situações que não as deixam confortáveis.

– Construa com a criança ou adolescente as regras de convivência em família;

– Estabeleça uma rotina diária, mas lembre-se de ser flexível;

– Inclua o tempo de brincar, ler, ver televisão e usar a internet;

– Busque assistir programas com conteúdo educativo e aproveite para melhorar o diálogo;

– Resgate brincadeiras lúdicas e manuais (desenho, pintura, entre outros) adequados a cada faixa etária;

– Em idade escolar, organize e acompanhe a rotina indicada pela escola;

– Aprenda sobre redes sociais, internet e novos gadgets com as crianças e adolescentes;

– Tenha um tempo específico para cada criança ou adolescente da família;

– Elogie e oriente seus filhos de forma positiva.

Entre em contato com o Jornal Tamoios pelo email jornaltamoios@yahoo.com.br e no zap 21 995525954