Aloha Spirit confirma favoritismo de atletas da região

25/11/2018 - Quem foi ao canto da Praia do Forte, em Cabo Frio, neste sábado (24), acompanhou de perto toda a adrenalina do primeiro dia de competição do X Aloha Spirit Festival, o maior campeonato de esportes aquáticos da América Latina e um dos maiores e mais importantes do mundo. Até domingo (25) mais de 2 mil atletas do Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia, Minas Gerais, Distrito Federal, Santa Catarina, Pará, Sergipe, Paraná e Amazonas, além do Chile, Argentina e Uruguai estarão colorindo o mar de Cabo Frio com suas canoas e pranchas através de 17 modalidades esportivas e mais de 300 categorias.

O primeiro dia de competição começou cedo: às 6h30 os atletas já estavam na arena, montada na altura do Lido, para retirada dos kits. Às 7h30 começou a primeira prova, 1.500 metros de natação em águas a abertas, seguida de provas de canoa havaiana, stand up paddle e paddleboard, waterman triathlon, apneia e a estreia do beach run sunset. Para a garotada, Festival de Cinema gratuito na beira do mar.

Logo nas primeiras provas ficou claro o alto nível da competição. Após um tempo afastado das competições por conta de três costelas quebradas durante uma prova em Ubatuba (SP), o tetracampeão brasileiro de stand up paddle, Luiz Guida ‘Animal’ veio com tudo para a etapa Aloha Spirit em Cabo Frio. Em alguns momentos chegou a ficar em terceira posição, mas nos minutos finais recuperou a liderança e venceu na categoria profissional.

Quem também fez bonito e levantou o público foi a atleta de Arraial do Cabo, Lena Guimarães, campeã brasileira de stand up paddle, e que também é competidora de canoa havaiana na equipe cabo-friense Mana Brasil. Na categoria profissional feminina, Lena foi a primeira a chegar, confirmando seu favoritismo na competição. “Agora é comemorar e também descansar, porque domingo (25) tem mais competição pelo Aloha Spirit, o SUP Técnico”, comentou a atleta pouco depois de cruzar a linha de chegada.

De acordo com o diretor da agência Ecooutdoor Sports Business, João Castro, a terceira etapa do Aloha Spirit costuma ser a mais competitiva. E no stand up paddle, a briga é ainda mais acirrada porque vale pontos para o Mundial de 2019 da Paddle League. “Esta é a primeira vez que uma etapa do Mundial acontece no Brasil, e tivemos a sorte de ter Cabo Frio como cenário. O presidente da liga, Christopher Parker, está aqui na cidade acompanhando tudo de perto, e estamos bem animados com os resultados”, explicou, lembrando que o evento tem patrocínio da Booking.com e Riachuelo, e apoio da Amarok, Prefeitura de Cabo Frio, Secretaria de Turismo de Cabo Frio, Inter TV e Aqua Sphere.

A programação do Aloha Spirit foi aberta nesta sexta-feira (23), às 8h30 horas, com uma campanha de conscientização ambiental “Aloha Spirit Mar Sem Lixo”, com coleta de microlixos na orla, realizada em parceria com a ONG Mar Sem Lixo, e apoio da Prefeitura de Cabo Frio, QArt, Prolagos, Seu Lixo Meu e Porto Real. Com a ajuda de atletas e moradores de várias idades, foram recolhidos canudos, papéis, tampinhas de garrafa e restos de materiais plásticos entre outros microlixos.

Para o último dia de competição, neste domingo (25), a programação também começa bem cedo. Às 6h30 acontece a abertura da arena e a primeira prova tem largada programada para às 7h30 (desafio de natação de 3,8 km, classificatória para a prova Aloha Spirit Alcatrazes 3,8 km, em fevereiro de 2019. Também estão programadas provas de apneia, canoa havaiana (OC1, OC2, V1), surfski e SUP Técnico, última prova do dia, com largada prevista para às 11 horas.