Educação de Cabo Frio confirma aulas suspensas até o dia 20

Secretaria descarta realização de atividades de Ensino à Distância

02/04/2020 - A Secretaria de Educação de Cabo Frio (Seme) confirmou nesta quarta-feira (1º) que as aulas da rede estão suspensas até o dia 20 de abril, por força do decreto municipal com medidas de prevenção ao coronavírus. De acordo com a secretaria, foi encerrado nesta terça (31) o período de recesso e, a partir desta quarta (1º), foi iniciada a etapa de isolamento social para alunos e professores em contenção à propagação do coronavírus. Durante essa fase, não está autorizada a realização de Ensino à Distância (EAD) para cumprimento do calendário letivo de 2020 e de 2019, nos casos de reposição.

A secretaria destaca que as unidades municipais podem elaborar materiais que contribuam com o processo ensino-aprendizagem dos estudantes. Entretanto, esses conteúdos terão apenas caráter de reforço e não serão contabilizados como dias letivos ou carga horária.

A pasta aguardará o pronunciamento do Conselho Nacional de Educação em relação ao calendário letivo de 2020 para expedir suas futuras orientações que serão encaminhadas às escolas. O objetivo é que todos os estudantes sejam contemplados com as medidas, respeitando o ideal de universalização do ensino.

“Desde o início da pandemia, têm sido realizados debates em busca de ações que, prioritariamente, preservem a vida, mas também proporcione aos alunos da rede uma Educação Pública de qualidade. A vida é o bem mais precioso e é preciso manter a calma, caminhando para a superação dos desafios”, pontuou o secretário de Educação, Ian de Carvalho.

Esão mantidas as rotinas de trabalho interno presencial, em horário reduzido, sem atendimento ao público e também em regime home office, tanto para os setores administrativos, quanto para as equipes diretivas das unidades escolares.

“A Seme está atuando em diversas frentes de trabalho para que, quando as escolas regressarem ao funcionamento regular, possam oferecer à comunidade uma escola pró-ativa, digna, organizada e respeitosa, na qual o ensino chegue para todos e para cada um”, reforçou o secretário.