Mostra Especial do Festival Internacional de Dança foi realizada na Praia do Forte

Apresentação teve 3h30 de duração e contou com 120 bailarinos da cidade

Para comemorar os 402 anos de Cabo Frio em grande estilo, uma série de atividades vão agitar a cidade até o final deste mês de novembro. Oficialmente a programação acontece desde o começo da semana com várias atrações culturais, e continuou neste fim de semana. No domingo (12), por exemplo, teve a Mostra Especial do Festival Internacional de Dança de Cabo Frio na Praia do Forte. O evento reuniu os amantes do ballet, e teve apresentação para todos públicos.

Ao todo, 15 academias de dança da cidade passaram pelo palco, além da participação mais que especial da Companhia Brasileira de Ballet do Rio de Janeiro, que levou um grande espetáculo para o público, unindo técnica clássica ao movimento contemporâneo.

Foram mais de 3 horas de evento com 120 bailarinos. A Mostra contou com apresentações de jazz, sapateado, danças urbanas (street dance), dança contemporânea, dança de salão, dança do ventre, além do ballet clássico e ballet livre. De acordo com a organizadora, Marcia Sampaio, o espetáculo teve variedade de estilos, agradando todos os públicos e todos os gostos:

“Foi um momento de confraternização dos grupos de ballet da cidade. Foi muito bom ver todo mundo junto comemorando o aniversário de Cabo Frio. Por termos tantos bailarinos capacitados, o evento contou com uma grande variedade de estilos e apresentações”, conta ela.

O Festival Internacional de Dança

O Festival Internacional de Dança de Cabo Frio integra o calendário de eventos da cidade desde o ano de 2004. A cada o evento reúne centenas de bailarinos e amantes da dança de diversas partes do país com apresentações de Ballet Clássico, Dança Contemporânea, Jazz, Estilo Livre, Danças Populares, Dança de Salão e Danças Urbanas, e neste ano de 2017 as apresentações aconteceram com grupos locais em homenagem aos 402 anos de Cabo Frio, comemorados nesta segunda-feira (13).

O evento é idealizado e organizado pela professora Márcia Sampaio, mestre de dança formada pela Escola Cubana de Dança de Havana, que também teve aulas com bailarinos de renome como as brasileiras Dalal Achcar e Márcia Haidée; com Serguei Alexandrov e Eugênia Feodorova (URSS); Mireille Brianne e Gabriela Taub Darvash (EUA); e Beatrice Herbout (França).


.



Pesquisa interna