Jornal Tamoios
Cabo Frio, Tamoios,

Empresa de ex-mulher de Frederick Wassef recebeu R$ 41 milhões do governo

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz foi encontrado em uma casa do advogado.

22/06/2020 - Empresa ligada à ex-mulher e sócia do advogado Frederick Wassef recebeu R$ 41,6 milhões de verba federal durante a gestão do presidente Jair Bolsonaro. As informações são do portal Uol.

Frederick Wassef é advogado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho mais velho do presidente, e dono da casa em que Fabrício Queiroz foi encontrado em Atibaia (SP).

De acordo com o site, o valor é referente a pagamentos feitos entre janeiro de 2019 e junho deste ano. A empresa Globalweb Outsourcing presta serviços de informática e tecnologia da informação a órgãos como o Ministério da Educação e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A quantia é referentes a contratos pré-existentes a gestão de Bolsonaro, que foram prorrogados com um aditivo de R$ 165 milhões e novos contratos no valor de R$ 53 milhões. Nos próximos anos a quantia chegará a R$ 218 milhões.

Frederick Wassef nega a jornal ter escondido Queiroz e diz que não é anjo
Os valores pagos em menos de um ano e meio de gestão Bolsonaro já superam os R$ 42 milhões pagos em quatro anos da gestão Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB).

Cristina Boner Leo foi casada com Wassef até 2017, mas o advogado continuou a representá-la até o ano passado. Além disso, eles são sócios de um terreno em São Francisco do Sul (SC). A empresária foi condenada em junho do ano passado por improbidade administrativa no "mensalão do DEM".

Em resposta ao UOL, Wassef disse que ele não tem relação com a empresa e acusou um ex-marido de Cristina de persegui-la e espalhar "fake News". A Globalweb e Cristina negaram "qualquer tentativa de vinculação de seus resultados ou das contratações como fruto de influência política". O Palácio do Planalto não se manifestou.

jornaltamoios@yahoo.com.br