Vacinação contra a Febre Amarela continua em Cabo Frio

A febre amarela causa febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos.

Os moradores de Cabo Frio que não receberam a vacinação contra a febre amarela podem, ainda, realizar a imunização no município. Atualmente, a vacinação segue disponível de forma contínua e sem agendamento prévio em seis unidades de saúde da cidade.

A imunização acontece no EFS Cajueiro, às segundas-feiras; no Centro de Saúde Oswaldo Cruz, às sextas-feiras; no ESF do Jardim Caiçara, às quintas-feiras; na ESF do Itajuru, às quartas e sextas-feiras; na ESF de Florestinha, às quartas e quintas-feiras; e no PAM de Santo Antônio às quintas e sextas-feiras.

Desde o início do ano, o estado do Rio registrou 25 casos de febre amarela silvestre em humanos, com nove mortes, de acordo com o último Informe Epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado. A cidade de Cabo Frio não registrou casos da doença no município ou casos de moradores que tenham contraído em outros locais.

A febre amarela é transmitida por mosquitos a pessoas não vacinadas em áreas de mata. A vacinação é recomendada antes da viagem para estas áreas ou para quem habita essas localidades. A imunização é feita em pessoas entre nove meses até 60 anos de idade. Para aqueles que têm imunidade baixa, é necessário uma atenção maior e uma orientação médica antes da vacinação.

Entre as pessoas que possuem restrições à vacina estão: mulheres grávidas e que estão amamentando, pessoas que são portadoras de HIV/AIDS, com câncer, acima de 60 anos, pessoas com alergia a ovo, com doenças do fígado, com hipertensão arterial sem controle adequado e com diabetes.

A febre amarela causa febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos. Os casos graves podem causar doenças cardíacas, hepáticas e renais fatais. Uma dose apenas da vacina garante imunidade por toda a vida.

 



 

 


Pesquisa interna