Feiras de Cabo Frio serão restritas aos comerciantes locais

Medida é temporária e preventiva no combate ao COVID-19

03/04/2020 - A Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca divulgou um comunicado relativo ao funcionamento das feiras livres da cidade. Somente comerciantes residentes no município poderão comercializar os produtos. A medida é temporária e começa a valer a partir desta sexta-feira (03). O objetivo é evitar aglomeração e que pessoas que venham de outras circulem pelos locais.

A cidade possui quatro feiras livres semanais: às sextas-feiras no Jardim Esperança; aos sábados em Unamar; e aos domingos em Unamar e no Sebastião Lan, a maior da cidade, no Jardim Caiçara. A recomendação visa o cumprimento de Decretos Municipal e Estadual, que tem como objetivo prevenir a disseminação do COVID-19.

Além disso, as feiras irão funcionar com as seguintes determinações: os feirantes deverão manter uma distância mínima de 2,5 metros entre uma barraca e outra; também serão responsáveis por diligenciar para impedir aglomerações e para que a distância de 1 metro entre os clientes seja respeitada; é obrigatório o uso de máscaras e álcool em gel por parte dos feirantes.

A Secretaria de Agricultura também determinou que só será autorizada a comercialização de produtos das seguintes categorias: hortifruti, temperos, carnes, mel, café moído, queijos, plantas e produtos naturais. Será proibida a comercialização dos seguintes produtos: bebidas em geral (alcoólicas ou não), petiscos, lanches, artesanatos, roupas, ferramentas, utensílios, cosméticos, brechó, eletrônicos, acessórios e miudezas em geral.

O secretário de Agricultura, José Dias, ressalta que todas as medidas são temporárias, mas que elas são de vital importância para garantir a saúde pública.

“Sabemos que todas as medidas restritivas geram transtornos, mas infelizmente nesse momento de pandemia isso tem que ser feito. Todas essas medidas são temporárias, nosso objetivo e garantir a segurança e saúde de todos, feirantes, clientes e a população em geral, até essa crise mundial passar”, destaca.