Parque Municipal Fonte do Itajuru será reinaugurado neste sábado, dia 30

A reinauguração do Parque Municipal Fonte do Itajuru acontece neste sábado (30) com a 10ª edição da “Aldeia Criativa”. A feira itinerante acontecerá de 11h às 17h e vai reunir artesanato, literatura, decoração, paisagismo, moda, música e gastronomia. A entrada gratuita. O evento estava programado para o último dia 16, mas foi adiado por causa do mau tempo.

A Fonte do Itajuru ficou fechada por um período para melhorias. O local recebeu limpeza, poda de árvores, manutenção na iluminação, restauração de áreas de alvenaria e pinturas de postes e muros. “A ideia é reabrir esse importante espaço histórico ao público. Voltar a receber visitantes, estudantes, atividades culturais, ações de cidadania e inclusão social. Mas vamos continuar promovendo melhorias, o parque ainda vai receber alguns serviços”, explicou Evangelos Pagalidis, diretor do Parque Municipal Fonte do Itajuru.

A reinauguração do espaço com a feira “Aldeia Criativa” reunirá 50 expositores do mercado alternativo de artesanato, literatura, decoração, paisagismo, moda e gastronomia. Além disso, a programação inclui atividades recreativas e musicais. O projeto começou em novembro de 2017 e as quatro primeiras edições foram realizadas no Horto Municipal, no bairro Portinho. A feira costuma reunir de 300 a 400 pessoas e os valores das peças para venda variam de R$ 2 a R$ 400. O som ficará por conta do ‘Duo TrupeNiquim’, formado pelos músicos Suelen Jabour e Gabriel Oliveira.

Segundo a idealizadora e organizadora do evento, Kelly Aoki, o espaço será decorado com tema caipira fazendo referência ao mês das tradicionais festas juninas. Além de ajudar na economia, a feira possibilita um espaço de lazer a mais na cidade. “A Aldeia é um evento para toda família, tem foco na população cabo-friense e de cidades vizinhas. Na nossa feira não vendemos apenas produtos, alimentamos sonhos daqueles que trabalham com o mercado criativo, criamos elos entre as pessoas, mantemos a cultura do "bem conviver" e respeito aos pequenos produtores que criam cada peça com muito amor”, explicou Kelly.

 

 


Pesquisa interna


free
hit counter