Tamoios discute Plano Participativo de Mobilidade Urbana

Em reunião realizada na noite desta terça-feira (23) numa escola particular de Unamar, a equipe da Secretaria de Mobilidade Urbana de Cabo Frio ouviu moradores e comerciantes sobre as principais necessidades do distrito. Cerca de 60 pessoas participaram do debate, no qual foram levantadas questões relacionadas ao trânsito, estacionamentos, transporte público, ciclovias, acessibilidade e pedestres.

Participaram da reunião representantes de diversos bairros de Tamoios: Unamar, Aquárius, Santo Antônio, Parque Veneza, Nova Califórnia, Florestinha, entre outros. Durante o encontro os participantes foram divididos em grupos por suas respectivas localidades de moradia ou atuação para listar as necessidades específicas de cada local.

Para o secretário de Mobilidade, Mauro Branco, a participação da sociedade é fundamental para que o Plano Participativo de Mobilidade Urbana seja realizado: “Essa reunião de diagnóstico foi muito produtiva. Ouvir a população, suas reclamações e sugestões, é fundamental para que as melhorias aconteçam de maneira específica. Saio dessa reunião com um sentimento muito bom. Estou muito feliz em ver a participação popular de forma ordeira e democrática”, destaca ele.

O calendário das ações de elaboração do Plano de Mobilidade Urbana de Cabo Frio prevê uma série de outras ações, como pesquisas complementares, eventos técnicos (com especialistas) e reuniões setoriais (sociedade civil organizada). A previsão é de que a definição das propostas aconteça em abril. Após a consolidação do Plano em forma de Projeto de Lei (PL), ele será encaminhamento à Câmara Municipal de Vereadores para aprovação.

O Plano Participativo de Mobilidade Urbana de Cabo Frio foi lançado junho de 2017, no auditório da Prefeitura. Os delegados inscritos participaram de uma capacitação no início de novembro que teve por objetivo transmitir conceitos sobre mobilidade urbana utilizados na política nacional (Lei 12.587 de 2012). Cerca de 100 delegados participaram das palestras promovidas pela Secretaria de Mobilidade Urbana, discutindo temas como “a cidade que queremos” e “como construir a cidade que queremos”. A ideia é que os delegados possam agir como formadores de opinião para difundir os conhecimentos em seus bairros. A previsão é que o plano seja colocado em prática ainda no fim do primeiro semestre do ano.


 


Pesquisa interna