Projeto ‘Caminhos da História’ terá trajeto náutico aos sábados

Parceria repete edição especial realizada no aniversário da cidade, que teve sucesso entre os participantes

22/11/2018 - O projeto Caminhos da História vai ganhar outra novidade a partir deste sábado (24). Uma parceria entre a Associação de Passeios de Barcos de Cabo Frio e a Secretaria de Turismo vai promover passeios marítimos semanais com cunho histórico, destacando as riquezas naturais e culturais da cidade. A parceria foi concretizada após o sucesso da edição especial do projeto, realizada no aniversário da cidade ( em 13 de novembro), e que reuniu 220 pessoas que puderam conhecer as curiosidades do município em um trajeto que uniu história, mar e diversão.

Os passeios náuticos históricos vão acontecer aos sábados, a partir das 15h. As vagas serão preenchidas de acordo com a ordem de chegada e sujeitas a lotação das embarcações. Dois barcos farão o trajeto, cada um com capacidade de 100 pessoas. Todos os passeios terão acompanhamento dos historiadores da Superintendência de Turismo Histórico Social, contando as narrativas históricas que envolvem o trajeto A atividade custará o valor simbólico de R$ 25 por pessoa, para custear os gastos básicos das embarcações.

A rota terá início no Boulevard Canal, no Terminal de Barcos. No percurso, os historiadores vão relatar as curiosidades do Canal do Itajuru, Rua dos Biquínis, Morro do Telégrafo, Praia de São Bento e Casa Scliar. O passeio segue pelo bairro Passagem, que é o primeiro núcleo de povoação de Cabo Frio. Após, será a vez do Forte São Mateus, seguindo para o Farol da Lajinha, no Parque Municipal da Boca da Barra. O retorno do trajeto contará ainda com informações históricas sobre o Solar dos Massa, Morro da Guia e Museu de Arte Religiosa de Cabo Frio (Mart).

Para o superintendente de Turismo Histórico Social, Paulo Cotias, a iniciativa dará a oportunidade do morador ser turista na sua própria cidade. “Esta é a oportunidade de consolidar um novo atrativo turístico que contribua para a valorização da nossa história e de um novo paradigma para essa atividade. Ele será muito importante também para o turismo interno, pois muitos dos nossos moradores também nunca tiveram a oportunidade de conhecer e desfrutar da nossa riqueza histórica”, afirmou.

O projeto Caminho da História teve início em 2017 e foi retomado no atual governo após um tempo paralisado. A proposta da iniciativa é promover o turismo histórico no município, que é considerado sétimo mais antigo do Brasil, levando conhecimento sobre os vários monumentos da área central da cidade, tanto para moradores, turistas e estudantes.

Caminhos da História para escolas entrará em recesso

A vertente do projeto realizada com os alunos da rede pública de ensino entrará em recesso a partir do dia 7 de dezembro por conta das férias escolares. Os novos agendamentos deverão ser feitos em 2019, com o retorno das aulas, através do número de WhatsApp (22) 99951-0293. Escolas particulares também podem participar, desde que assegurem a responsabilidade pelo veículo que fará o transporte do passeio. O agendamento precisa ser feito com antecedência para elaboração dos roteiros, que podem sofrer alterações por conta do tempo.