Prefeitura promove atividades sobre a cultura afro no “Novembro Negro”

Programação começa nesta quarta e vai até dezembro com palestras, oficinas e exibições de filmes

No mês em que é celebrada a Consciência Negra no Brasil, a Secretaria Municipal de Educação de Cabo Frio, em parceria com a Secretaria de Cultura, promove uma série de atividades sobre a história e cultura afro no projeto “Novembro Negro”. Palestras, oficinas e exibições de filmes vão acontecer em vários pontos da cidade a partir desta quinta-feira (16) e seguem até dezembro.

A programação começa com exibições de curtas na Casa de Cultura José de Dome (Charitas) nesta quinta, às 19h. Serão apresentados “Tolerantia” e “Intolerâncias da Fé”, com o objetivo de abordar a intolerância religiosa presente no cotidiano. Um bate papo sobre o tema será realizado após o término dos filmes. Os dois filmes também serão exibidos na Casa Carlos Scliar no próximo dia 21, a partir das 18h30, seguidos de apresentação do grupo de dança afro e populares Griot realiza oficina, às 20h.

Na sexta-feira (17), às 9h, no Charitas, tem palestra com advogada Margareth Ferreira, que vai abordar questões sobre gênero, violência, educação e racismo. Já na quinta-feira (23) o Cine Charitas apresenta o filme “A Batalha do Passinho”, longa que retrata a cultura da periferia através do funk, sua forma de dançar e aspectos relacionados a sua prática. A sessão começa às 19h e um bate-papo será promovido após a exibição do filme.

No dia 28 (terça-feira), será realizada uma palestra na Casa Scliar sobre atividades pedagógicas voltadas para valorização da história e cultura afro e indígena, e práticas antirracistas na escola. A atividade é direcionada para professores da rede pública, e acontece das 18h30min às 20h. Uma oficina de linguagens artísticas e culturais com o grupo Griot finaliza a programação do dia.

A programação continua no dia 30 (quinta-feira) no Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio (Mart) com oficinas e palestras. As atividades começam às 9h com oficina de Abayomi (bonecas negras) com a professora Andréia Fernandes Neves. Às 10h e às 14h terá contação de histórias. A programação será finalizada com apresentação de carimbó.

Encerrando o projeto, no dia 5 de dezembro, a partir das 18h, a Casa Scliar exibirá os curtas “Pode me chamar de Nadi”, “O que o cabelo fez para ser chamado de ruim?”, “I love my hair”, “Arredondando o black”, “3 Diário Preto episódio 11 - Seu Cabelo”. O grupo Griot fecha a programação com oficina de dança afro.

 

 


.



Pesquisa interna