Cabo Frio sedia Campeonato de Pesca Esportiva

Um torneio de pesca esportiva está movimentando os mares de Cabo Frio. É o XXV Cabo Frio Marlin Invitational, evento organizado pelo Iate Clube do Rio de Janeiro (sede Cabo Frio) com apoio da Prefeitura, aberto somente a equipes convidadas, sem inscrições livres, e que funciona como uma espécie de seminário da pesca oceânica do Brasil, onde são discutidas ideias e tomadas grandes decisões para o segmento e tendência nacional em relação às espécies e seus hábitos.

A competição, que acontece até o próximo dia 27 (sábado), teve a primeira etapa realizada neste sábado (20) com a participação de 16 equipes. As condições do mar estavam excelentes e nove peixes foram capturados, fotografados, validados para pontuação e soltos. O 1º lugar dessa etapa foi para a equipe Abi de Deus, o 2º lugar para a equipe Ponta Negra e o 3º lugar ficou com a equipe Picante.

O regulamento do torneio faculta aos participantes a decisão de soltar o peixe validando os pontos. Essa modalidade de pesque e solte (catch & release) nos torneios do Iate Clube do Rio de Janeiro coloca o clube na vanguarda da sustentabilidade, agora associado à ciência através do marque e solte (tag & release). “Essa é a nossa grande oportunidade, pois os cientistas locais aproveitam para colocar marcas no dorso do peixe para estudos de rota migratória, subsidiando tomada de decisões acertivas para a manutenção dos estoques”, afirmou o coordenador de Meio Ambiente da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade, Eduardo Pimenta.

Recorde

Em 2001, foram convidados para participar do torneio os 10 melhores “captains” do mundo e o torneio teve sua primeira edição internacional, atraindo interesse de pescadores italianos, franceses e americanos nos anos subsequentes.

Nessa mesma edição, o pescador Eurico Soares, da equipe Komplot, do comandante José Wagner, pescou o maior Marlin Azul do Brasil em torneios de pesca oficiais, com o peso de 575 quilos. O feito colocou o Brasil entre as cinco regiões do mundo onde são capturados os maiores peixes de bico, e o torneio ganhou grande prestígio no cenário internacional.

A captura do Marlin Azul de 575 kg no litoral de Cabo Frio, que tem uma das maiores áreas do mundo para a pesca oceânica, incentivou a pesca esportiva na região e tornou-se um atrativo turístico. Na época, a carne do peixe foi doada para institutos de caridade da cidade.

 

 

 


Pesquisa interna