Tamoios continua com o policiamento reforçado, após morte do chefe do tráfico

Cinco escolas municipais de Tamoios e alguns comércios decidiram não funcionar nesta quarta-feira (23), como medida de segurança. Apesar do reforço policial, a população vive um clima de medo, após a morte do chefe do tráfico de Aquarius, que aconteceu na manhã de terça-feira (22).

De acordo com a secretaria de educação as escolas EMEI Prof.ª Anita Teixeira da Silva, Edith Castro dos Santos, Prof.ª Luceléa Rodrigues da Costa, Professora Maria José Barroso e Tosana tiveram as aulas suspensas. A medida visa a segurança dos mais de dois mil alunos, que frequentam as unidades.

Também os Postos de Saúde não estão funcionando normalmente. Médicos e equipe de enfermagem estão receosos e muitos deixaram de comparecer, prejudicando totalmente o atendimento.

Diversas mensagens estão circulando pelas redes sociais espalhando medo nos moradores, que temem ações repressivas por parte dos bandidos. Porém, o Coronel André Henrique do 25º BPM, informou que os moradores podem manter a rotina normal e que para isso, o policialmente segue reforçado.

A morte do traficante

José Francisco da Silva, conhecido como Chico bala, era um dos maiores chefes do tráfico na localidade e atuava pelo terceiro comando. Ele foi morto durante um confronto com a polícia, na manhã desta terça-feira (22). Um dos seus comparsas, que ainda não teve a identidade divulgada, também morreu no mesmo confronto. O caso aconteceu na Rua da Assembléia, no bairro Aquárius, em Tamoios.

Chico Bala estava sendo procurado pela polícia há algum tempo, além de chefiar o tráfico, ele era suspeito de cometer diversos assassinatos, além de torturar as vítimas antes.

Com os suspeitos, a PM apreendeu uma granada, três pistolas (calibres 38, .45, .40), 130 munições de vários calibre, além de 34 comprimidos de êxtase, 18 papelotes de haxixe, 150 trouxinhas de maconha e 350 papelotes de cocaína.

 


Pesquisa interna


free
hit counter