Jornal Tamoios
Cabo Frio, Tamoios,

Universidade em Cabo Frio oferece fisioterapia pulmonar gratuita a pacientes que tiveram Covid-19

Veiga de Almeida presta atendimento on-line ou presencial na clínica-escola do Campus Cabo Frio

27/05/2021 - A Universidade Veiga de Almeida (UVA) em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, está oferecendo fisioterapia pulmonar gratuita a pacientes que tiveram Covid-19 e permaneceram com sequelas da doença, como cansaço extremo, dificuldade de respirar, de realizar atividades rotineiras, insônia por insuficiência respiratória, entre outras.

A reabilitação pode ser feita on-line ou presencialmente. A universidade explica que na modalidade virtual os atendimentos são direcionados a quem teve alta em até seis semanas. Já aqueles que tiveram alta há mais de seis semanas e que continuam com as sequelas, o tratamento indicado é o presencial, na clínica-escola do Campus Cabo Frio.

Como se inscrever?

CONSULTA ON-LINE

Indicada para quem teve alta em até seis semanas.

As inscrições são feitas pelo e-mail comunicacaoinstitucional@uva.br. No corpo do e-mail a pessoa deve enviar 05 informações. São elas:

Nome, Idade, De onde é, O que está sentindo, Há quanto tempo teve alta da Covid-19

CONSULTA PRESENCIAL

Indicada para quem teve alta há mais de seis semanas.

É preciso agendar pelo telefone (22) 2640-1600, ramal 1666.

Local: Clinica-escola do Campus Cabo Frio, Estrada Perynas, s/n.

Sobre as consultas

O trabalho de reabilitação será auxiliado pelos alunos do curso de fisioterapia da Universidade Veiga de Almeida (UVA), sob a supervisão dos professores e preceptores de estágio.

Há um ano, o Laboratório de Pesquisa em Reabilitação Pulmonar da UVA (LaPeRP-UVA) do curso de Fisioterapia, iniciou o desenvolvimento de um protocolo de exercícios respiratórios que ajuda quem foi afetado pelo vírus a retomar a capacidade pulmonar.

Segundo o professor Yves de Souza, líder do Laboratório LaPeRP-UVA e coordenador do curso, a reabilitação pulmonar é uma conduta de exercícios respiratórios baseada no que existe de melhor na evidência científica para promover a melhora da saúde e a diminuição das sequelas.

“A Covid-19 afeta funcionalmente não apenas quem passa pela forma mais grave da doença, mas também quem teve sintomas moderados ou leves. Em muitos casos, as sequelas podem se tornar irreversíveis se não forem tratadas adequadamente e logo após a alta. Por isso, é importante quem apresentar sintomas permanentes buscar auxílio profissional o quanto antes”, explica Yves.

A UVA esclarece que na modalidade virtual os exercícios - indicados para quem teve alta em até seis semanas - são de baixa intensidade e o fisioterapeuta ensina como o paciente pode utilizar o próprio corpo como carga. São exercícios associados com a respiração como sentar e levantar, usar braços e pernas simultaneamente.

“Nessa janela de tempo [até seis semanas da alta] a fragilidade do corpo ainda é grande para o desempenho físico. Por isso, neste período é preciso desenvolver atividades que geram o menor cansaço possível, mas que mantenham a pessoa ativa”, detalha.

Já depois das seis semanas da alta da Covid-19, por meio da reabilitação presencial, a mecanoterapia induz o paciente a fazer esforço com resistência. Por isso, na clínica-escola são ministrados exercícios de intensidade moderada a alta usando cargas e também esteira ergométrica.

O tratamento dura, em média, oito semanas, que é o tempo determinado pela fisiologia para adaptação muscular.

A UVA explica ainda que os atendimentos on-line não estão limitados aos moradores de Cabo Frio, mas estes têm prioridade, já que, mesmo sendo virtual, há necessidade de assistência direta a cada paciente por parte da equipe da fisioterapia. Portanto, o encaixe de pacientes de outras regiões é avaliado conforme disponibilidade de vaga.

Entre em contato com o Jornal Tamoios pelo email jornaltamoios@yahoo.com.br e no zap 21 995525954