Moradores da Rua da Torre perdem suas casas em processo de desapropriação movido pela ENEL

11/02/2020 - Nas últimas semanas, moradores da Rua da Torre, em Tamoios voltaram a receber intimações judiciais para desocuparem suas casas, devido a um processo movido pela concessionária de energia, ENEL. A empresa alega que as casas construídas nas proximidades da torre são ilegais.

O problema é que toda a extensão da rua da torre abriga mais de seis mil famílias, que em sua maioria não tem condições de buscar um novo lar, além disso, muitas casas foram construídas há pelo menos 20 anos. Alguns moradores, inclusive, pagam contas de energia, água e até IPTU.

O caso já foi discutido dentro das esferas municipal, estadual e federal, mas ainda não foi possível uma solução viável para a população do local.

De acordo com o advogado, Carlos André, que está representando a Associação dos moradores da Rua da Torre, uma das possíveis alternativas é que os moradores entrem com uma ação coletiva, inclusive, aqueles que ainda não foram notificados.

"Para que eu possa entrar com o processo todas as pessoas que possuem casas devem se associar a associação dos moradores da rua da torre, pois haverá uma assembléia para autorizar a distribuição do processo. É necessário que os moradores se organizem em associação para demonstrar força e legitimidade. Só assim a ação poderá ser ajuizada. Quem mora na localidade e não tem processo também deve se associar pois a hora o processo pode chegar na casa de vocês", explicou André.