Búzios é selecionada para participar do programa Investe Turismo da Embratur

Selecionada ao lado de mais dez cidades, entre os 92 municípios do Estado RJ, Búzios vai receber o programa Investe Turismo. Criado através de convênio firmado entre o Sebrae, o Ministério do Turismo e a Embratur, o programa visa fomentar o setor, com ampliação do fluxo turístico internacional, promovendo ações e investimentos para acelerar o desenvolvimento social e econômico das cidades selecionadas.

As cidades participantes são Rio de Janeiro, Angra dos Reis, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Nova Friburgo, Paraty, Petrópolis, Rio das Ostras, Saquarema e Teresópolis.

O lançamento do programa aconteceu no último dia 7 no CRAB – Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (Rio), com as presenças do secretário de Turismo, Cultura e Patrimônio Histórico de Búzios, César Fernandes, secretário Estadual de Turismo, Otávio Leite; do presidente da Riotur, Marcelo Alves; do diretor-superintendente do Sebrae Rio, Antonio Alvarenga Neto; dos diretores Sergio Malta (Desenvolvimento do Sebrae Rio ) e Philippe Campelo (Rio Convention&Visitors Bureau); além de representantes do trade, do Sebrae Nacional, da Embratur e do Ministério do Turismo.

O objetivo do Investe Turismo é estimular a competitividade e a inovação, fortalecer as micro e pequenas empresas, fomentar a geração de empregos, renda e inclusão social, além de provocar a transformação dos destinos turísticos com investimentos públicos e privados, tendo como pano de fundo a estratégia de “Destinos Turísticos Inteligentes” — governança, tecnologia, experiência e sustentabilidade.

O Sebrae investirá em ações sustentáveis, análises de mercados, estudos de viabilidade e educação empreendedora, para aumentar a competitividade e a representatividade dos pequenos negócios nos mercados internacionais e nacionais. Entre as ações listadas, estão: a ocupação criativa de espaços públicos (Urban Hackings); a realização de desafios tecnológicos (hackathons); a elaboração de novos produtos e roteiros; a promoção em feiras e eventos, como o Visit Brasil, a participação em rodadas de negócios; o fortalecimento da governança e acesso a crédito (Prodetur e Fungetur).