Cabo Frio recebe mais de 140 mil turistas no feriadão

21/11/2018 - A cidade de Cabo Frio recebeu mais de 140 mil turistas entre os feriados da Proclamação da República (15) e o Dia da Consciência Negra (20). Segundo o Cabo Frio Convention & Visitors Bureau, a taxa de ocupação dos hotéis associados foi de 100%. A Associação de Hotéis e Pousadas de Cabo Frio registrou ocupação de 97%.

A equipe técnica da Secretaria de Mobilidade Urbana (SeMob) teve a oportunidade de fazer mais uma avaliação do planejamento operacional, visando às ações previstas para o Réveillon. Além da organização do trânsito e do combate ao transporte irregular, entre outras atuações, a SeMob agiu também na repressão aos flanelinhas, pela cidade. Treze pessoas foram detidas e levadas para a 126ª DP, de Cabo Frio, pois atuavam irregularmente como guardadores de carros.

Uma ação de ordenamento foi realizada no Boulevard Canal pela Coordenadoria de Posturas da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade. A fiscalização teve início no dia 15 com o intuito de orientar, notificar, autuar e, se for o caso, multar estabelecimentos comerciais que estejam trabalhando fora do que determina a Legislação Municipal. A operação contou com a participação de agentes da Guarda Civil Municipal e das coordenadorias de Meio Ambiente, de Posturas e de Ordem Pública. A ação conjunta é complementar a uma série de inspeções de fiscalização feitas desde o início da atual gestão municipal, em 18 de julho. A força-tarefa contou ainda com a Polícia Militar e o Conselho Tutelar para apurar possível consumo de drogas no local e venda de bebidas para menores de idade.

Foram encontradas irregularidades em alguns estabelecimentos que ficam ao longo da via o que, após uma série de advertências e notificações, levou o poder público a atuar com mais rigor. Oito estabelecimentos foram interditados por conta de problemas com a documentação, sendo que quatro deles não tinham alvará de funcionamento; dois ultrapassavam os limites previstos no alvará; um funcionava de forma diferente do que especifica o alvará e o outro, funcionava sem o conhecimento da Prefeitura.

Durante a operação, os agentes municipais também constataram a emissão de volume sonoro acima do limite permitido. Em todos os casos, conforme determinação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro ao município, os estabelecimentos já haviam sido notificados para tratamento acústico, a fim de impedir a propagação do som alto. O coordenador de Meio Ambiente, Mario Flavio Moreira, reforçou que uma ação mais enérgica foi necessária após inúmeras tentativas de diálogo.

A Guarda Marítima, que é ligada à Coordenadoria de Ordem Pública, também realizou operação na Boca da Barra para coibir a travessia irregular de passageiros até a Ilha do Japonês. Três embarcações foram apreendidas pelos agentes por fazer o transporte ilegal. A ação também teve a participação de fiscais da Coordenadoria de Posturas e de agentes da Ronda Ostensiva Municipal da Guarda Civil de Cabo Frio (ROMU). O comércio ambulante irregular também foi coibido.

Na Praia do Forte, seis ambulantes sem licença foram abordados e os materiais, como óculos, canecas, redes e picolés foram apreendidos e levados para a sede da Coordenadoria de Posturas. No caso de mercadorias perecíveis, a retirada pôde ser feita em até 24 horas. No caso de produtos não perecíveis, são até 60 dias. Além disso, 45 churrasqueiras de queijinho também foram apreendidas, sendo 30 na Praia do Forte e 15 no Peró.

Na Saúde, foram realizados 3.150 atendimentos na UPA do Parque Burle, sendo a segunda-feira (19) o dia de maior movimento: 400 atendimentos. Já em Tamoios, foram registrados 1.724 atendimentos na UPA, onde o pico também foi na segunda com 252 registros e 93 no hospital do distrito.

A Comsercaf (Companhia de Serviços de Cabo Frio) preparou um esquema especial para garantir a limpeza de Cabo Frio nos seis dias do fim de semana prolongado, as principais praias e ruas da cidade receberão reforço de pessoal e máquinas para a limpeza. Foram retiradas 2.498 toneladas de lixo de todo o município, incluindo praias, ruas e hospitais. No mesmo período do ano passado a quantidade chegou a 1.333 toneladas.

Em todas as praias da cidade, foram recolhidas em torno de 200 toneladas de resíduos, sendo cerca de 60 toneladas na praia do Forte e Foguete, 40 toneladas nas Conchas e Peró, e 36 toneladas em Tamoios. Na Ilha do Japonês, as equipes utilizam um barco para fazer a retirada do lixo produzido por turistas e frequentadores. Entre os itens recolhidos estavam latinhas, garrafas pet, garrafas de água, copos plásticos, sacolas plásticas, lacres de bebida, recipientes de quentinha, canudos, entre outros.