Autópsia indica morte súbita de Vinicius Noronha, jogador de Macaé

Vinícius Noronha jogava pelo time de Teruel, na Espanha

19/09/2018 - O Club Voleibol de Teruel recebeu o primeiro documento da autópsia do jogador Vinícius Noronha, líbero brasileiro de 26 anos que foi encontrado morto na manhã da última segunda-feira. Carlos Ranera, presidente do clube, informou ao Diário de Teruel que a causa da morte foi uma “morte súbita inesperada”.

Neste terça-feira foi realizado o velório do brasileiro no necrotério San Julian de Teruel. O funeral ocorrerá na quarta-feira, na Igreja de Santa Emerenciana, às 12h30 (local, 7h30 de Brasília). Ainda não foi definido como o traslado do corpo para o Brasil será realizado.

O clube Voleibol Teruel iniciou uma campanha de arrecadação de fundos para enviar o corpo do atleta para seu país natal.

Segundo o presidente da agremiação, Carlos Ranera, a intenção é ajudar a família de Noronha, que "já sofreu bastante ao ter perdido um filho e um irmão". O dirigente afirmou que o custo da operação é alto, na casa de 10 mil euros (quase R$ 50 mil reais).

O valor engloba transporte áereo do caixão e o preparo do corpo para a viagem. Também está contemplado nas cifras o transporte de objetos pessoais que lhe pertenciam. O Voleibol Teruel disponibilizou duas contas para depósito de doadores.

Noronha, de 26 anos, atuava como líbero e chegou à Espanha em 2015. No ano passado, foi eleito o melhor jogador da posição na Superliga do país. Ele também defendeu o Super Vôlei Santo André.